SOJA

A produção de soja atende a uma cadeia de diversos produtos derivados do farelo e do óleo provenientes do processamento do seu grão, muito utilizado para a indústria animal e também humana.

O período de safra de colheita da soja ocorre historicamente entre os meses de janeiro à junho. Já a entressafra acontece no segundo semestre do ano, quando normalmente se observa uma baixa oferta de grãos no mercado.

O Brasil se destaque como produtor e exportador de soja e o contrato foi desenvolvido com o objetivo de ser uma ferramenta para a gestão do risco de oscilação de preço, sendo utilizado pelos participantes do mercado, como: agricultor, indústria, tradings, etc..

Vantagens

Protege o produtor contra a oscilação de preço (hedge) e a sazonalidade do produto.

Eficiência contra o risco de base, evitando oscilações não esperadas.

O mercado de soja no Brasil é bastante influenciado pelo mercado de soja negociado na Bolsa de Chicago (CBOT). Devido a esta relação é possível montar operações de compra e venda (arbitragem) entre os contratos de soja Brasil (SFI) e o contrato espelho de soja Chicago (SFC), ambos negociados na BM&FBOVESPA.

Características

O preço da soja é negociado em dólares por saca. Cada contrato possui 450 sacas.

Apresenta negociação nos meses de: março (H), abril (J), maio (K), junho (M), julho (N), agosto (Q), setembro (U) e novembro (X).

A liquidação ocorre no 2º dia útil anterior ao mês de vencimento.

CÓDIGO de negociação

SJC + mês de vencimento + ano

Exemplo: SJCK17

 

Bitnami