Abrir minha conta
Abra uma
conta na Guide

A Conta Guide é uma Conta de investimento padrão que te dá acesso ao nosso portifólio de produtos, assessoria independentemente do valor investido e as melhores recomendações.

Abra uma
Conta Guia

Com a Conta Guia você transfere seu dinheiro e a Guide faz render. Você não precisa escolher entre produtos, ela investe imediatamente em fundos geridos pela nossa equipe de especialista de acordo com seu perfil e objetivos. Você pode até mesmo criar uma conta pra cada projeto de vida! Conheça esses e outros benefícios como cashback de comissões.Clique para saber mais.

O que é Debênture?

Muitas pessoas gostariam de estar atreladas as empresas que admiram, mas ao mesmo tempo têm receio de entrar no mercado de ações pelas suas oscilações. A boa notícia é que existe uma alternativa: Debêntures!

Assim como o Governo emite títulos públicos para financiar suas dívidas, algumas empresas oferecem Debêntures como uma maneira de captar recursos para financiarem seus projetos. O capital pode ser utilizado para comprar máquinas, investir em tecnologia, expandir, etc.

Portanto, quando você compra uma Debênture está comprando um título de dívida de uma empresa. Ou seja, você está emprestando dinheiro a ela e se tornando um credor. Por isso, as aplicações são incluídas na renda fixa.

Esse é um dos principais atrativos da alternativa, já que você pode ter o título de uma empresa sólida, mas ainda com a estabilidade da renda fixa. É possível encontrar companhias com menos risco e rentabilidade melhor do que a de outras opções.

Características

Risco veja mais

é um produto de risco médio da categoria de renda fixa

Médio
Invest. mínimo R$1.000,00
Resgate No vencimento ou antecipado sujeito a taxa
Imposto 15% a 22%

Como funciona?

Como você viu, as Debêntures são produtos de renda fixa, mas com funcionamento que têm algumas semelhanças às Ações negociadas na bolsa de valores. Afinal, a emissão de ambas serve para o mesmo objetivo: captar recursos para os negócios.

Porém, a principal diferença entre Ações e Debêntures é que, no primeiro caso, o investidor adquire parte do capital social da empresa e se torna sócio do negócio. No segundo, não há esse direto. Você está apenas emprestando dinheiro.

Por essa diferença, os riscos também não são os mesmos das Ações. Ou seja, a rentabilidade não depende dos resultados do negócio. Você receberá seu dinheiro de volta com os juros combinados na Debênture. Além disso, em alguns casos, os títulos podem ser convertidos em Ações.

Quais são os principais tipos de Debêntures disponíveis no mercado?

Existem diversos tipos de Debêntures no mercado. Saiba mais sobre cada um deles a seguir!

Não-conversíveis:

As Debêntures podem ser do tipo simples, em que o investidor recebe, no vencimento do título, o capital corrigido em dinheiro. Nesse caso, o investimento não pode ser convertido em Ações da empresa e, por esse motivo, também são chamadas de Debêntures não conversíveis.

Conversíveis:

Por outro lado, há as Debêntures conversíveis. Elas podem ser convertidas em Ações, de acordo com a vontade do investidor em condições e épocas preestabelecidas.

Permutáveis:

Também existem as Debêntures permutáveis. Na prática, elas funcionam como as conversíveis, mas há a diferença de que o investidor pode realizar permuta para Ações de outras empresas, e não apenas da companhia que emitiu o título. Nesse caso, é necessário verificar as regras da transação na escritura de emissão da Debênture.

Debêntures incentivadas:

Por fim, outro tipo comum é a Debênture incentivada. Elas são semelhantes às simples, mas apresentam uma particularidade.

A principal diferença das Debêntures incentivadas para os demais tipos é que elas são isentas de Imposto de Renda. Isso ocorre porque esse tipo de Debênture é emitido quando uma empresa está envolvida diretamente em algum projeto de infraestrutura.

Assim, o Governo incentiva a emissão desses títulos e a captação de recursos. Ele faz isso isentando o investidor do pagamento de IR sobre os rendimentos.

Como é a tributação das Debêntures?

É importante ter atenção em relação às taxas cobradas nos investimentos em Debêntures. No caso das incentivadas, como vimos, não é necessário se preocupar com o Imposto de Renda. No entanto, todas as outras têm cobrança do IR regressivo.

Isso significa que a alíquota fica menor ao longo do tempo, variando de 22,5% a 15%. Se você permanecer com o título na sua carteira por mais de dois anos, pagará o imposto mais baixo sobre o rendimento.

Além do IR, outras taxas podem ser cobradas pela instituição financeira na hora de investir. Por isso, é importante ter atenção a esses fatores, que podem reduzir um pouco a sua rentabilidade final.

Quais são as vantagens de investir em Debêntures?

Agora que você sabe mais sobre as características das Debêntures, é hora de conhecer algumas das principais vantagens de investir nelas com a Guide. Confira!

Diversificação

Na corretora de valores, é possível ter acesso a diversos produtos de emissores diferentes. Nossa equipe faz a seleção considerando o risco, a estrutura e o setor de cada um. Tudo isso de forma simples e pensando na diversificação de portfólio.

Aqui, nenhum produto chega à plataforma sem a criteriosa análise do nosso time. Há também uma grande variedade de prazos de investimentos. Logo, você pode encontrar títulos alinhados de acordo com seus objetivos.

Rentabilidade

As Debêntures podem ter suas rentabilidades atreladas à inflação em um título híbrido, à taxa de juros prefixados ou pós-fixados. No caso da rentabilidade prefixada, há uma taxa fixa, definida pela empresa na escritura da emissão.

Já as pós-fixadas estão atreladas a algum indicador financeiro, como a taxa Selic ou o CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Nesse caso, o rendimento dependerá do valor que o índice apresentar ao longo do tempo.

Também é possível misturar as duas modalidades para ter um rendimento híbrido. Assim, a rentabilidade é composta por uma taxa de juros fixa acrescida de uma taxa atrelada a um indicador. Normalmente isso acontece quando há acompanhamento da inflação.

Segurança

Diferente de alguns títulos de renda fixa, as Debêntures não são cobertas pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Assim, não há a segurança dele para casos em que a empresa apresente risco de calote ou falência.

Contudo, há Debêntures nas quais a própria companhia apresenta algumas garantias. Além disso, o investidor pode avaliar os negócios para investir apenas naqueles que oferecem solidez. Por fim, nossos títulos privados possuem o selo CETIP Certifica, que garante mais transparência.

Quais são os principais riscos do investimento?

Além de conhecer as vantagens das Debêntures, é importante saber quais são os riscos de investir nesses produtos. Os rendimentos maiores oferecidos pelas Debêntures, incentivadas ou não, têm razão de existir.

Como acontece normalmente no mercado financeiro, quanto maior o retorno, maior o risco esperado. Ou seja, ao escolher essa alternativa, você estará exposto a algo mais arriscado do que outras opções na renda fixa que podem remunerar menos.

O principal risco de investir nesses títulos é o do emissor não honrar com o pagamento dos empréstimos feitos. Isso pode acontecer por diversos motivos, como quando a empresa vai à falência ou tem problemas no seu fluxo de caixa.

Também existem riscos para os investidores que não podem deixar o dinheiro aplicado até a data de vencimento do investimento. Afinal, nem sempre é fácil vender seu título para ter liquidez no resgate do valor. Em caso de venda antecipada, pode haver perdas da rentabilidade.

O que observar antes de investir em Debêntures?

Para investir em Debêntures, é importante estar atento aos seguintes quesitos:

Solidez da empresa

Emprestar dinheiro para companhias com boas perspectivas é uma forma de ter um investimento mais seguro. Por isso, vale sempre observar o rating, que ajuda a avaliar sua solidez. Ele é uma classificação de risco de crédito, realizada por agências especializadas.

Além disso, é bom ficar atento se a companhia coloca à disposição algum tipo de garantia vinculada à dívida. Ela pode aumentar a segurança do investimento.

Prazo da Debênture

Vencimentos mais longos tendem a pagar maiores taxas de juros, porém também prendem seu dinheiro por mais tempo. Por isso, é preciso considerar sua necessidade de liquidez antes de investir.

Para ajudar, algumas Debêntures contam com os “formadores de mercado”, agentes que aumentam a liquidez dos ativos. Eles permitem resgates antes do vencimento, mas sob os preços praticados no mercado.

Isenção Fiscal

Como você viu, as Debêntures incentivadas contam com isenção de Imposto de Renda para pessoa física e investidores estrangeiros. Isso permite um acréscimo na rentabilidade final, pois você não precisa pagar impostos.

Assim, a isenção pode ser considerada na hora de avaliar os títulos e decidir onde investir. Contudo, não significa que as Debêntures incentivadas sempre serão a melhor opção. É preciso considerar a taxa de juros oferecida e outros aspectos — como prazo, investimento mínimo etc.

Para quem as Debêntures podem ser adequadas?

As Debêntures podem ser interessantes para os investidores que querem diversificar a carteira e aumentar o rendimento no médio e no longo prazo sem sair da renda fixa. Entretanto, é importante destacar que o investimento é mais adequado para quem tem alguma tolerância ao risco.

Lembre-se de que, apesar de pertencerem à renda fixa, as Debêntures oferecem riscos maiores que outras aplicações dessa classe de investimento. Para tomar uma decisão mais acertada, não deixe de analisar os seus objetivos com as aplicações e o prazo em que pode manter o montante investido.

Como investir em Debêntures?

O primeiro passo para investir em Debêntures é abrir uma conta em uma corretora de valores. É possível fazer o investimento tanto no mercado primário quanto no secundário. No primeiro caso, o investidor adquire os títulos com a própria empresa emissora.

Ou seja, o valor da compra e o rendimento do produto são negociados pela companhia. Já o mercado secundário consiste na compra e venda de Debêntures já adquiridas por investidores no passado, caso alguém deseje vender o título.

Nesse caso, o investidor precisará oferecê-lo para outras pessoas, com a ajuda da corretora. O valor de compra é negociado de acordo com o preço atual do mercado. Em ambos os casos, a aplicação é feita com a mediação da instituição financeira.

Quer investir em Debêntures e compor uma carteira diversificada? Abra sua conta na Guide e comece agora mesmo!

Debênture é um investimento em Renda Fixa.
Veja as vantagens de investir com a Guide

  • Diversificação

    Diversificação

    A nossa experiente equipe faz a seleção de produtos considerando o risco, estrutura e setor de cada um. Tudo isso de forma simples e pensando na diversificação de portfólio. Aqui, nenhum produto chega à plataforma sem a criteriosa análise do nosso time. Há também uma grande variedade de prazos de investimentos, alinhados de acordo com os objetivos de cada investidor.

  • Rentabilidade

    Rentabilidade

    Para as Pessoas Físicas, há inúmeros produtos isentos de impostos, o que traz eficiência tributária e consequentemente maior rentabilidade. Os produtos podem ter suas rentabilidades atreladas à inflação, taxa de juros prefixados e pós-fixados. Além disso, possuímos um portfólio de produtos com diversos prazos de resgate.

  • Segurança

    Segurança

    Nossos títulos privados possuem o selo CETIP Certifica, que garante ainda mais segurança e transparência nas operações. Além disso, vários produtos de Renda Fixa contam com garantias adicionais de proteção, como por exemplo o FGC (Fundo Garantidor de Crédito), Investimentos com Capital protegido ou Seguros, Alienação Fiduciária de imóveis ou recebíveis, entre outras proteções.

Comece a investir AGORA!

Te guiamos para que
encontre os melhores
investimentos para
você. Simule e confira.

Começar a simulação

Veja também

  • Títulos Públicos

    Os títulos públicos são ativos de renda fixa emitidos pelo Tesouro Nacional para financiar suas atividades e paga uma remuneração aos investidores que os adquirem.

    Ver Títulos Públicos
  • LC

    As Letras de Câmbio são muito parecidas com os CDB´s. A maior diferença é que no caso dos CDB´s você empresta dinheiro para bancos, já em LC, o empréstimo é feito para Financeiras.

    Ver LC
  • LCI e LCA

    LCI e LCA são investimentos muito populares na Renda Fixa, com boas rentabilidades no médio prazo.

    Ver LCI e LCA
  • CRA e CRI

    Investimentos em CRA ou CRI são muito similares com LCI e LCA, a diferença é que, neste caso, eles são emitidos por securitizadoras e não por bancos.

    Ver CRA e CRI
Ver todos os nossos produtos