Abrir minha conta
Abra uma
conta na Guide

Preencha o formulário para abrir uma conta de investimentos na Guide. A conta é grátis e é rapidinho para abrir.

Abra uma
Conta Guia

A conta Guia é uma novidade exclusiva da Guide para quem quer facilidade na hora de investir e ao mesmo tempo buscar bons rendimentos. É um produto com a gestão dos nossos especialistas e que vem repleto de benefícios. Clique para saber mais.

O que são LCI e LCA?

A letra de crédito imobiliário (LCI) é um investimento de renda fixa que tem lastro no setor de imóveis. Ele está relacionado a financiamentos e linhas de crédito desse segmento.

Os emissores costumam ser instituições financeiras, como os bancos, e os títulos são distribuídos por corretoras. A emissão serve para que a instituição capte recursos que serão usados para financiar projetos e iniciativas imobiliárias.

O lastro pode ser, por exemplo, em empréstimos feitos a construtoras ou a financiamentos imobiliários de pessoas físicas. No entanto, é preciso que eles estejam garantidos por alienação fiduciária ou hipoteca.

A letra de crédito do agronegócio (LCA) também é um título de renda fixa, mas com lastro no mercado de agronegócio. Portanto, é um investimento ligado a linhas de crédito que são oferecidas no segmento.

Assim, a diferença entre LCI e LCA consiste no lastro. Exceto pelo fato de que cada título diz respeito a um mercado, ambas as alternativas são semelhantes em seu funcionamento para o investidor. Na prática, você empresta dinheiro ao banco e ele direciona a outros agentes.

Perceba que, ao investir em LCI ou LCA, você não aplicará recursos diretamente em ativos do mercado — como imóveis ou propriedades rurais. Na verdade, é um investimento ligado a produtos financeiros que são oferecidos a pessoas físicas e jurídicas nas respectivas áreas.

Qual é a rentabilidade da LCI e LCA?

Para entender como funciona o investimento em LCI e LCA é importante conhecer as características referentes à rentabilidade. Assim como as demais alternativas de renda fixa, como investimentos feitos por meio da plataforma do Tesouro Direito, a remuneração pode ser de três tipos:


• prefixada, que depende de uma taxa de juros fixa definida em contrato;
• pós-fixada, que envolve o acompanhamento de um indicador de mercado;
• híbrida, que é dada pela soma entre um indicador e uma taxa fixa.

No caso da LCI e LCA com rentabilidade pós-fixada, um dos índices mais utilizados é o Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Ele acompanha a Selic, que é a taxa básica de juros da economia.

LCI e LCA têm Imposto de Renda?

Em relação à tributação, convém entender que LCI e LCA são títulos isentos de Imposto de Renda (IR) para pessoas físicas. Portanto, ao investir nessas alternativas, não haverá desconto na fonte no momento do resgate.

Porém, a característica muda quando o investimento é feito por pessoas jurídicas. Nesse caso, há uma cobrança de imposto segundo a tabela regressiva. A alíquota máxima é de 22,5% (para aplicações até 180 dias) e a mínima é de 15% (para aplicações a partir de 720 dias).

Quais as vantagens de investir em LCI e LCA?

Investir em LCI e LCA pode se justificar pelos pontos positivos que eles apresentam. Primeiramente, o fato de serem isentos de IR faz com que eles envolvam menos custos e sejam potencialmente mais rentáveis que outras alternativas de renda fixa.

Além disso, contam com proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Caso a instituição financeira não consiga cumprir com os pagamentos, o órgão devolve o valor corrigido. Porém, há um limite de R$ 250 mil por instituição e CPF ou CNPJ, além de um teto global de R$ 1 milhão renovável a cada 4 anos.

Mais uma vantagem dos títulos é que há diversas opções no mercado. Você pode encontrar aplicações com características bem diferentes. Assim, eles podem servir bem a pessoas de perfis e objetivos variados.

Quais são os riscos associados?

Embora LCI e LCA sejam investimentos de renda fixa, os títulos apresentam riscos. O primeiro deles é o risco de crédito. Existe a chance de a instituição não conseguir cumprir seus compromissos com os investidores, como acontece ao declarar falência.

Ele é atenuado pela cobertura do FGC. Contudo, quem ultrapassar o limite previsto para a cobertura não terá ressarcido o valor que for além do teto. Então, aplicações maiores não ficam totalmente protegidas nesse sentido.

Há também o risco de mercado. Ele existe por conta das mudanças que podem acontecer nas condições de mercado. A queda da Selic e, consequentemente, do CDI, pode diminuir a rentabilidade de títulos prefixados, por exemplo.

Outro risco envolvido é o de liquidez, pois os títulos costumam apresentar uma carência. Por regulação, eles não podem ser resgatados pelos bancos em um prazo inferior a 90 dias da sua emissão. Em alguns, o resgate é só no vencimento — a não ser que seja feita a venda no mercado secundário.

Além disso, o vencimento da maior parte dos títulos costuma ser de médio ou longo prazo. Para obter a rentabilidade contratada, é preciso levar o investimento até a data definida. Portanto, é indicado ter disponibilidade para deixar o dinheiro aplicado pelo período.

Mas, caso precise resgatar seu título antes, conte com a Guide. Disponibilizamos uma mesa de mercado secundário completa, a partir da qual você terá acesso aos melhores esforços para dar liquidez ao seu título antes do vencimento.

Quando LCI e LCA são bons investimentos?

Para decidir se LCI e LCA devem fazer parte da sua carteira é fundamental considerar questões relevantes. Se você estiver disposto a investir valores dentro do limite da cobertura do FGC, é possível ter mais segurança contra o risco de crédito.

Além disso, os títulos podem ser uma alternativa interessante pela isenção de imposto, o que pode aumentar a rentabilidade. Ao mesmo tempo, é preciso avaliar as condições de mercado para saber se o investimento na renda fixa está alinhado com os seus objetivos para a carteira.

Também é fundamental considerar seu perfil. Apesar de poder se adequar a todos os perfis, é preciso pensar na sua estratégia. Quanto maior for o prazo e menor for a liquidez, mais ampla deve ser a sua tolerância ao risco.

Como investir em LCI e LCA?

Caso esses títulos estejam de acordo com suas necessidades e com o seu perfil de investidor, o investimento deve ser feito junto a instituições financeiras. A recomendação é abrir sua conta em uma corretora de valores, que disponibilizará títulos com diversas características.

Antes de investir, é interessante considerar o risco de cada título. Por exemplo, avaliando o rating do emissor. Além disso, confira a rentabilidade. Existe a relação entre segurança e retorno e, em geral, títulos mais arriscados apresentam maior possibilidade de ganhos.

Outra questão para observar é o valor mínimo exigido. Esses investimentos costumam ter exigências maiores quanto à aplicação e, por isso, é preciso ter atenção para saber quais são as possibilidades para a sua realidade.

Aqui na Guide, você encontrará LCIs e LCAs com diferentes prazos e retornos. Assim, é possível escolher o que mais tiver relacionado às suas expectativas — o que ajuda a obter sucesso com a estratégia.

Depois de selecionar o título de interesse, você precisará transferir o valor da aplicação para sua conta na corretora para que o investimento passe a compor sua carteira. A partir desse ponto, basta acompanhar o investimento.

No resgate, você receberá todo o valor aplicado inicialmente mais a rentabilidade, sem descontos de Imposto de Renda ou de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Nesse momento, é possível reinvestir o total ou usá-lo de outras formas.

Quais são as vantagens de investir com a Guide?

Na Guide Investimentos, você terá acesso a algumas vantagens para investir em LCI e LCA. Veja quais são!

Diversificação

A nossa experiente equipe faz a seleção de produtos considerando o risco, a estrutura e o setor de cada certificado de recebíveis. Tudo isso é feito de maneira eficiente e com foco na diversificação de portfólio.

Aqui, nenhum produto chega à plataforma sem a criteriosa análise do nosso time. Há também uma grande variedade de prazos de investimentos, que podem ser alinhados de acordo com os objetivos de cada investidor.

Rentabilidade

Uma plataforma de investimentos que oferece mais diversidade contribui para o rendimento da sua carteira. Afinal, existem muitas oportunidades de encontrar títulos que despertem seu interesse e potencializem seus ganhos.

Para as pessoas físicas, há inúmeros produtos isentos de impostos — como é o caso de LCI e LCA. Na prática, você pode obter eficiência tributária e, consequentemente, maior rentabilidade líquida. Mas lembre-se de comparar as características para encontrar o título ideal.

Segurança

A segurança institucional é muito importante para o investidor. Como você viu, nosso time tem essa preocupação. Mesmo os títulos de maior risco distribuídos na Guide, como CRI e CRA, possuem o selo CETIP Certifica. Ele garante ainda mais segurança e transparência nas operações.

Além disso, diversos produtos de renda fixa contam com garantias adicionais de proteção, como o FGC em alguns casos, os investimentos com capital protegido ou seguros, alienação fiduciária de imóveis ou recebíveis, entre outras proteções.

Investir em LCI e LCA pode ser uma escolha adequada para todos os tipos de investidores, com a sua isenção de impostos sendo um dos seus pontos principais. Para fazer a aplicação, vale a pena contar com uma corretora robusta e com boas alternativas.

Abra sua conta na Guide Investimentos e conheça todos os títulos disponibilizados, além de outros investimentos de renda fixa e variável!

Saiba mais sobre LCI e LCA:
• CDB X LCI X LCA: qual rende mais? | O Guia Financeiro
• CRA X LCA qual é a mais rentável?
• CRI X LCI: qual a diferença e melhor opção

Características

Risco veja mais

é um produto baixo risco da categoria de renda fixa e possui garantia FGC

Baixo
Invest. mínimo R$1.000,00
Resgate No vencimento
Imposto Isento

Te guiamos para que
encontre os melhores
investimentos para
você. Simule e confira.

Começar a simulação

Veja também

  • Títulos Públicos

    Os títulos públicos são ativos de renda fixa emitidos pelo Tesouro Nacional para financiar suas atividades e paga uma remuneração aos investidores que os adquirem.

    Ver Títulos Públicos
  • LC

    As Letras de Câmbio são muito parecidas com os CDB´s. A maior diferença é que no caso dos CDB´s você empresta dinheiro para bancos, já em LC, o empréstimo é feito para Financeiras.

    Ver LC
  • Debêntures

    Investimento em Renda Fixa de médio e longo prazo onde você aplica em uma empresa sem ser sócio dela.

    Ver Debêntures
  • CRA e CRI

    Investimentos em CRA ou CRI são muito similares com LCI e LCA, a diferença é que, neste caso, eles são emitidos por securitizadoras e não por bancos.

    Ver CRA e CRI
Ver todos os nossos produtos