Abrir minha conta
ABRA A SUA CONTA

O que são Ações?

Você já pensou em se tornar sócio de uma empresa? É possível fazer isso a partir da compra de ações na bolsa de valores. Também é viável buscar lucros no curto prazo especulando na compra e venda das ações.

As ações se referem, basicamente, a uma parte do capital social de um negócio. Elas existem quando uma empresa opta por abrir capital na bolsa de valores. Ou seja, a companhia tem interesse em receber acionistas.

De modo geral, a abertura de capital é motivada pelo desejo de atrair recursos para o negócio e possibilitar seu crescimento. Ao emitir ações e disponibilizá-las para investidores, a empresa recebe uma grande injeção de dinheiro para utilizar em suas atividades, investimentos, pagamento de dívidas etc.

Assim, as Ações representam uma pequena parcela de participação na sociedade de uma empresa. Ao comprar um “papel” – termo muito utilizado para as ações -, o investidor se torna sócio da companhia, podendo fazer parte da distribuição dos seus lucros e da sua valorização ao longo do tempo.

Além de investir para o longo prazo e se manter sócio da empresa por um tempo, também é possível realizar especulação. Ela consiste em operar a compra e venda de ações para aproveitar as oscilações nos preços dos papéis.


Como funciona o mercado de Ações?

O mercado de Ações é o ambiente onde acontece as negociações de compra e venda dos ativos. Hoje em dia, tudo é feito de forma online. A plataforma mais utilizada é o home broker — que pode ser acessado através da sua conta na corretora de valores.

Em relação ao mercado de ações, vale a pena conhecer as diferenças entre o mercado primário e o secundário. O primeiro diz respeito à negociação que acontece entre a empresa e os investidores. Especificamente, ao momento de abertura de capital ou de nova oferta de ações.

Quando a empresa opta pelo IPO (a Oferta Pública Inicial) ela disponibiliza seus primeiros papéis na bolsa. Isso significa que eles serão negociados no mercado primário. Consequentemente, o dinheiro aportado pelos investidores é direcionado para a própria empresa.

Uma vez que os papéis são comprados pelos primeiros investidores, não pertencem mais à companhia. Então, eles podem ser negociados no mercado secundário. Ou seja, são comprados e vendidos entre os investidores e especuladores na bolsa.


Quais os principais tipos de Ações?

Antes de investir em ações também é importante que você saiba diferenciar os principais tipos. Elas podem ser ordinárias ou preferenciais.

A maior diferença é que as ações ordinárias dão direito a voto nas assembleias da empresa. Logo, o acionista que tem esse tipo de papel pode participar mais ativamente da companhia. Claro, sua influência depende do percentual do capital social que ele tem.

As ações preferenciais não dão direito a voto na empresa. Contudo, elas podem apresentar a vantagem de ter preferência na distribuição de dividendos. Assim, podem receber lucros com maior frequência ou volume.


Quais negociações podem ser feitas com Ações na bolsa?

Como você está vendo, o mercado de ações é bastante dinâmico. Uma das características dele é poder servir bem a pessoas com diferentes propósitos. Afinal, existe uma grande variedade de empresas e também de operações possíveis.

As negociações podem ser divididas em dois grupos principais: investimento e especulação. Saiba mais a seguir!


Investimento

Investir em ações significa ter foco mais voltado para o longo prazo. Em outras palavras, o interesse do investidor é se manter como sócio das empresas e ter resultados com isso. É possível obter ganhos ao receber proventos da companhia ou ter seus papéis valorizados no futuro.

O investimento de longo prazo também pode ser chamado de buy and hold. A expressão que significa, de forma simples, “comprar e segurar”. Assim, a pessoa está comprando ações sem o objetivo de realizar a venda em breve.

Uma estratégia aplicada por grandes investidores, como Warren Buffett, na bolsa é procurar ações baratas (Value Investing), ou seja, que estejam sendo negociadas por um preço abaixo do seu valor real e que, com isso, apresentem maior potencial de valorização.


Especulação

A bolsa de valores não tem espaço apenas para investidores. Outra possibilidade comum é a de especulação. Inclusive, os especuladores ou traders têm um papel importante no mercado. Eles são responsáveis por gerar mais liquidez, pois compram e vendem frequentemente os ativos.

Especular consiste em buscar lucros no curto prazo na bolsa. Assim, em vez de manter a posse das ações por um tempo longo, o trader realiza operações de compra e de venda visando ganhar com a diferença entre os preços.

Uma das operações é o day trade. Ele acontece quando o especulador inicia e finaliza suas negociações no mesmo dia. Então, antes do final do pregão ele tem fechado suas posições. O objetivo é ter ganhos ao longo das horas, de maneira mais rápida e dinâmica.

De outro lado, é viável realizar operações com prazos maiores. É o caso, por exemplo, do swing trade. Ele tem duração de alguns dias até semanas. Para prazos ainda maiores, podendo chegar a meses ou até mais de um ano, há a estratégia chamada de position.


Como escolher entre as Ações?

Diante de tantas possibilidades da bolsa de valores, você pode estar se perguntando: como escolher as melhores ações? A seleção deve ser feita considerando cada objetivo. Por exemplo, para especular a análise leva em consideração a liquidez e a observação dos movimentos de preços.

Já para o investimento de longo prazo os elementos a considerar são outros. Confira alguns deles:


Dividendos

Muitos investidores entram na bolsa pensando em receber uma renda passiva. Isto é, um dinheiro que cai na conta fruto dos seus investimentos. Ele pode vir frequentemente, na forma de dividendos e outros proventos distribuídos pelas empresas.

Se o seu objetivo é esse, vale a pena procurar pelas companhias que apresentam um histórico interessante de distribuição dos seus lucros.


Liquidez

A liquidez de uma ação se refere à rapidez e à facilidade com a qual você consegue vender o papel e transformá-lo novamente em dinheiro.

O volume de negociação de cada empresa representa a liquidez que o investidor terá. Se você investe em um papel com liquidez mais baixa, pode ser difícil encontrar comprador quando quiser se desfazer dele, por exemplo.


Governança corporativa

Outro aspecto que interessa a muitos investidores no longo prazo é a qualidade da gestão da empresa: sua governança corporativa. A bolsa brasileira apresenta uma classificação para empresas de maior nível — é o novo mercado.

Um dos diferenciais de companhias do novo mercado é a transparência com os investidores. Além disso, há o tag along, que é um mecanismo que protege os acionistas minoritários em casos de mudança no controle da empresa.


Como funciona o imposto de renda em Ações?

Quando você vende mais de 20mil reais por mês em ações (não necessariamente uma única ação, mas R$20mil no total), e obtém lucro com elas, você deve pagar imposto de renda (IRPF) sobre isso, emitindo uma DARF no valor de 15% sobre o lucro apurado, e pagando no mês subsequente.

Já em operações feitas na modalidade Day Trade, a taxa é de 20% sobre qualquer lucro, lembrando que também só há esta cobrança quando as vendas de ações ultrapassam R$20mil em um mês. Além disso, os dividendos são isentos de imposto (mas juros sobre o Capital Próprio não são).


Quais as vantagens e riscos de investir em Ações?

Investir em ações pode ser vantajoso para muitas pessoas. Uma das maiores vantagens desse mercado é que existem diferentes estratégias possíveis. Além disso, o investimento é acessível, especialmente se for utilizado o mercado fracionário, que permite a compra de unidades de ações. Se desejar, você pode comprar apenas 1 ação de uma empresa, por exemplo.

Outra vantagem é a oportunidade de ter ganhos acima da média da renda fixa. Contudo, é importante saber que essa perspectiva envolve riscos maiores. Afinal, a volatilidade do mercado de renda variável pode trazer desvalorização e prejuízos.

Assim, vale lembrar que uma importante estratégia para diluir os riscos da bolsa é diversificar seu portfólio de investimentos. O ideal é que os ativos mais arriscados, como as ações, correspondam a apenas uma parte da sua carteira – majoritária ou não, a depender do seu perfil de investidor, e de acordo com sua estratégia de manejo de risco.


Como ganhar dinheiro com Ações?

Por fim, é válido saber que ganhar dinheiro na bolsa depende da sua estratégia e das suas escolhas de investimento. Tenha em mente que investir em ações não funciona como fazer uma aposta ou seguir uma intuição. É preciso conhecer o mercado e saber operar nele.

Comece avaliando o seu perfil de investidor. A renda variável é mais adequada para perfis moderados e arrojados. Além disso, suas escolhas devem considerar os seus objetivos: você pretende investir ou especular?

Para investir no longo prazo, é interessante aprender sobre análise fundamentalista e saber avaliar os fundamentos das empresas. Por outro lado, na especulação é válido utilizar a análise técnica para observar os gráficos de preços.

Um ponto importante a se observar é a taxa de corretagem das corretoras pois muitas vezes o que se paga para comprar e vender ações acaba sendo maior do que o lucro com elas. Aqui na Guide implementamos uma cobrança justa para clientes com assessoria sob demanda, onde cobramos apenas 0,1% do volume operado, limitado a R$7,50 por ordem, o que ajuda a tornar ainda mais atrativo o investimento em ações.

Seja qual for a sua escolha ou estratégia para investir em ações, não deixe de estudar o mercado e conhecer os riscos e as possibilidades das ações. E utilize uma corretora de confiança, com estabilidade na plataforma e transparência para o dia a dia das suas negociações.

Quer começar a investir? Abra sua conta na Guide e conte com os nossos assessores-guias para te ajudar durante toda a sua jornada de investimentos.

Características

Risco Alto
Invest. mínimo veja mais

Depende da ação, você pode comprar 1 ação que custa R$2,00, por exemplo.

R$2,00
Resgate D+2
Imposto veja mais

Acima deste valor, de 15% à 20% sobre o lucro.

Isento até R$ 20mil por mês.

Como comprar Ações na bolsa?

Comprar ações é uma tarefa relativamente simples. Basta ter uma conta em corretora de valores e acessar o home broker. Então, você só terá que digitar o código do papel que lhe interessa – conhecido como ticker – e emitir uma ordem de compra para ele.

Quando a aquisição for liquidada, os ativos estarão na sua carteira e você poderá acompanhá-los e vendê-los quando quiser. Já para vender ações é o mesmo processo, porém, ao invés de colocar uma ordem de compra, você deve colocar uma ordem de venda.

Para ver como investir em Ações na prática, conte com o home broker da Guide!

Entenda melhor o que são ações

Ações são investimentos em Renda Variável. E quais as vantagens de investir em Renda Variável com a Guide?

  • Valores especiais

    Valores especiais

    A Guide não cobra taxa de custódia de nenhum cliente, e ainda possui uma política de preços especiais para clientes com assessoria sob demanda, que são isentos de taxa de corretagem para investimentos em fundos imobiliários e possuem taxas mais justas na corretagem de ações, ETF (mercado à vista) e Opções via Home Broker.

  • Recomendações dos nossos especialistas

    Recomendações dos nossos especialistas

    Temos especialistas dedicados a estudar e disponibilizar conteúdos exclusivos sobre o mercado financeiro, econômico e político, assim como estudos e recomendações sobre empresas. Acompanhe diariamente nossas análises e recomendações para tomar as melhores decisões na hora de investir.

  • Opere via Home Broker ou com Plataformas especializadas

    Opere via Home Broker ou com Plataformas especializadas

    Na Guide você pode investir em Renda Variável pelo nosso Home Broker, pelo computador ou App Guide Trader, ou até utilizar as diversas plataformas profissionais onde a Guide tem parceria e valores especiais.

Comece a investir AGORA!

Te guiamos para que
encontre os melhores
investimentos para
você. Simule e confira.

Começar a simulação

Veja também

  • Operações Estruturadas

    É uma estratégia que envolve, simultaneamente, uma compra (Long) e uma venda (Short) de uma ação ou ETF.

    Ver Operações Estruturadas
  • Long & Short

    É uma estratégia que envolve, simultaneamente, uma compra (Long) e uma venda (Short) de uma ação ou ETF.

    Ver Long & Short
  • BDR’s

    BDRs ou Brazilian Depositary Receipts, são títulos ou ações emitidos no Brasil com lastro em valores mobiliários emitidos no Exterior.

    Ver BDR’s
  • ETF´s

    O ETF ou Exchange Traded Fund, é um fundo de investimento que é negociado em bolsa como uma ação.

    Ver ETF’s
Ver todos os nossos produtos
Bitnami