Abrir minha conta
ABRA A SUA CONTA

Confira tudo sobre BDR´s

O BDR — Brazilian Depositary Receipts — é um certificado que permite aos brasileiros investir no exterior sem sair da B3. Ele representa Ações de empresas negociadas em bolsas estrangeiras. Portanto, tem lastro e exposição internacional. Saiba mais sobre os BDRs!

O que são BDRs?

A sigla BDR representa o termo Brazilian Depositary Receipts. Ou, em português, certificados de depósitos de valores mobiliários. Apesar de serem emitidos e negociados na bolsa de valores brasileira, eles representam ações de companhias com capital aberto no exterior.

Assim, quem adquire um BDR está incluindo na carteira um investimento que é atrelado a ativos internacionais. Não significa que o investidor compra a ação propriamente dita da empresa, mas ele participa dos resultados dela.

Para quem fiquem disponíveis para os investidores no Brasil, os BDRs são emitidos pelas chamadas instituições depositárias. Trata-se de uma instituição que adquire as Ações de companhias estrangeiras e as coloca sob custódia.

Assim, os ativos ficam bloqueados e podem ser utilizados para emissão de BDRs correspondentes. Então, os investidores brasileiros compram os certificados na B3 e realizam investimentos com lastro no exterior — por exemplo, nos Estados Unidos ou na Europa.

Características

Risco Alto
Invest. mínimo veja mais

O investimento minimo depende muito, você pode comprar 1 BDR que pode custar R$100, por exemplo.

R$100
Resgate D+2
Imposto 15% para Swing Trade e 20% para Day Trade

Como os BDR´s funcionam?

Em resumo, o BDR funciona como um recibo de ação. Você não tem o papel em si, mas o certificado lhe permite ter exposição ao cenário fora do Brasil. Ou seja, seus resultados com o investimento dependem da performance das ações de empresas em bolsas internacionais.

Se os ativos se valorizarem no exterior, seus BDRs estarão valorizados. Se o contrário acontecer, os recibos também sentirão o impacto da desvalorização. Então, apesar de não serem diretamente as Ações, esses certificados estão lastreados nelas – e suas movimentações acompanham as oscilações dos ativos correspondentes no exterior.

Além disso, é possível se expor ao câmbio. Isto é, a cotação dos BDRs também depende do comportamento da moeda em que a ação é originalmente negociada. Caso o Dólar apresente uma valorização em relação ao Real, por exemplo, seu BDR pode ficar mais caro.

A segurança institucional do investimento fica por conta da fiscalização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A instituição depositária precisa seguir regras específicas para garantir que os BDRs correspondam aos papéis que estão bloqueados sob custódia.

Além disso, cabe à instituição depositária passar aos investidores nacionais as informações relevantes sobre as companhias. Afinal, o investidor que aporta em BDR também precisa avaliar o negócio para decidir os rumos da sua carteira com exposição internacional.

Quais são os principais tipos de BDR?

Como você viu, o BDR é uma forma que o investidor brasileiro tem para investir de maneira indireta em empresas listadas fora do país. Para conhecer mais, vale a pena entender quais são os tipos de BDR.

Eles podem ser dois principais: BDR patrocinado e BDR não patrocinado. Como cada um funciona? Veja detalhes a seguir!

BDR patrocinado

O BDR patrocinado é aquele em que a própria empresa estrangeira tem interesse em negociar os recibos no Brasil. Ou seja, a companhia busca instituições parceiras para viabilizar a emissão de BDRs na bolsa brasileira.

Para isso, ela precisa se adequar às regras da CVM e se responsabilizar também por repassar aos investidores nacionais as informações relevantes sobre o negócio. Os BDRs desse tipo podem receber diferentes classificações de nível — de acordo com as normas da CVM.

BDR não patrocinado

A maior parte dos BDRs disponíveis na B3 são do tipo não patrocinado. Isso significa, basicamente, que a iniciativa de lançar os certificados na bolsa brasileira não partiu da própria companhia originária das ações.

No caso, cabe às instituições depositárias brasileiras terem o interesse em adquirir os papéis internacionais. Então, elas colocam em prática o processo para custodiar os ativos e emitir os BDRs, cumprindo as regras estabelecidas no país.

Para o investidor, tanto os BDRs patrocinados quanto os não patrocinados podem ter resultados semelhantes na carteira. E ambos seguem normas da legislação. Logo, não é preciso ter receio em relação a quem teve a iniciativa de lançar os certificados na bolsa.

Quais as vantagens de investir
em BDR´s?

Uma das principais vantagens dos Brazilian Depositary Receipts é, claro, a diversificação internacional. Ter investimentos atrelados a uma companhia de outro país distribui os riscos políticos. Além de reduzir os riscos de mercado relacionados à atividade econômica nacional.

Outro ponto positivo é ter exposição cambial — o que pode trazer proteção contra desvalorização do Real frente a moedas mais fortes. Investir de maneira indireta em uma empresa norte-americana, por exemplo, é uma estratégia para reduzir o risco cambial, relacionado ao Dólar.

Além disso, outra vantagem dos BDRs é a possibilidade de aportar dinheiro nas principais empresas do mundo. Tal chance abre muitas oportunidades para investidores. Afinal, diversos mercados externos são maiores do que o brasileiro.

Por meio dos certificados você pode realizar seus investimentos sem sair do Brasil. Assim, há o benefício da praticidade de não ser necessário abrir uma conta fora do país. Também não é preciso pagar taxas de câmbio ou fazer transferências internacionais.

Em relação aos ganhos, assim como as ações brasileiras, é possível lucrar tanto com a valorização do preço quanto com a distribuição de dividendos. Sobre o tema, vale destacar que, em outros países, nem sempre há obrigatoriedade de divisão dos lucros das empresas.

E as desvantagens ao investir em BDR´s?

Semelhante a qualquer tipo de investimento, os BDRs também possuem desvantagens. Provavelmente, a principal é o caráter indireto do investimento. Afinal, ao adquiri-lo, o investidor não está comprando uma Ação de uma empresa estrangeira, mas sim um título lastreado a ela.

O fato pode gerar insatisfação em pessoas que preferem ter os próprios ativos em seu nome. Contudo, é preciso lembrar que se trata de uma modalidade prática, por não exigir a abertura de conta diretamente no país onde você deseja investir.

Ainda em relação às desvantagens, é preciso pensar no risco. O BDR é um investimento de renda variável e com exposição internacional. Então, o investidor fica exposto à oscilação de preço das Ações e às eventuais variações cambiais.

Para quem BDRs podem ser adequados?

Já que estamos falando de riscos, é hora de dizer para quais perfis de investidor os BDRs são adequados. É de se esperar que não seja recomendável para investidores mais conservadores, já que eles não costumam estar abertos a ativos mais arriscados.

Por envolver a volatilidade da renda variável, os certificados são mais adequados para pessoas moderadas ou arrojadas. Além disso, é importante que o investidor esteja atento para avaliar o mercado internacional ao fazer suas escolhas.

Quem pode investir e o que mudou em relação ao investimento em BDR´s?

Por muito tempo, apenas investidores qualificados poderiam investir na maioria dos BDRs. Isso significa que era preciso ter acima de R$1 milhão em investimentos ou ser um profissional certificado do mercado financeiro. Entretanto, a regra mudou em 2020 e agora, todos os investidores têm acesso aos BDRs.

A data de início das negociações com estas novas regras acabou de ser definida pela B3 e, a partir do dia 22/10/20, já está disponível o investimento em BDR’s não patrocinadas com lastros negociados nas Bolsas americanas (NYSE e Nasdaq) para todos os investidores com perfil arrojado e agressivo.

Quais as empresas onde posso investir via BDR´s?

Existem inúmeras alternativas de BDRs na B3. Então, é possível investir em companhias estrangeiras variadas. O ideal é avaliar as oportunidades disponíveis na bolsa para se certificar de que a empresa que você deseja já tem BDRs listados.

Além disso, é esperado que, no futuro, haja maior emissão de certificados, já que o acesso ao investimento aumentou.

Por enquanto, algumas empresas que têm BDRs na bolsa brasileira são, por exemplo: Amazon (AMZO34), Facebook (FBOK34), Google (GOGL34), Johnson & Johnson(JNJB34), Microsoft (MSFT34), Netflix (NFLX34), Tesla (TSLA34), Apple (AAPL34), Disney (DISB34), Visa (VISA34) dentre outras. No total, existem mais de 500 BDRs Não Patrocinadas.

Quais são os custos e impostos envolvidos?

Em relação aos custos para investir em BDRs, eles são os mesmos envolvidos nas operações com Ações na B3. Logo, o investidor paga a taxa de corretagem da sua corretora e a taxa de emolumentos da bolsa de valores.

Além disso, pode ser necessário pagar uma taxa de custódia para manter as BDRs na corretora. Esse, porém, não é o caso da Guide. Aqui, não cobramos valor de custódia – e você pode fazer seus investimentos com muito mais tranquilidade.

Outro custo relevante diz respeito ao Imposto de Renda. Nos BDRs, há cobrança de uma alíquota de 15% sobre os ganhos (sendo 20% no caso de operações em Day Trade).

Esses são os principais custos. Como você viu anteriormente, não há gastos com câmbio ou transferências internacionais, pois toda a operação é feita dentro do Brasil.

Como investir em BDR´s?

Agora que o investimento em BDRs está disponível para qualquer investidor, ficou mais fácil realizar aportes. Basta abrir uma conta com a Guide, e investir pelo home broker.

Você só precisará inserir o código do BDR desejado e a quantidade de certificados que planeja adquirir. O procedimento é parecido com a compra de Ações. Então, você envia a ordem de compra para o mercado e, quando liquidada, o recibo estará na sua carteira.

Essas são as principais informações que um investidor precisa ter para decidir se os BDRs são interessantes para suas carteiras. Antes de incluí-lo no seu portfólio, não esqueça de avaliar o seu perfil de investidor e os seus objetivos ao se expor ao mercado internacional.

Quer iniciar seus investimentos? Então abra uma conta com a Guide e tenha uma corretora de qualidade para mediar suas operações!

Saiba mais sobre BDR’s:

• O que são e como investir em BDR? Descubra!
• Saiba tudo sobre BDR e entenda porque agora ficou mais fácil fazer as aplicações no exterior
• O que são ADRs & BDRs e como utilizá-los?
• Como investir em ativos de empresas estrangeiras?
• CVM altera regra e BDRs ficam disponíveis para todos investidores. Entenda melhor!

BDR’s são investimentos em Renda Variável. E quais as vantagens de investir em Renda Variável com a Guide?

  • Valores especiais

    Valores especiais

    A Guide não cobra taxa de custódia de nenhum cliente, e ainda possui uma política de preços especiais para clientes com assessoria sob demanda, que são isentos de taxa de corretagem para investimentos em fundos imobiliários e possuem taxas mais justas na corretagem de ações, ETF (mercado à vista) e Opções via Home Broker.

  • Recomendações dos nossos especialistas

    Recomendações dos nossos especialistas

    Temos especialistas dedicados a estudar e disponibilizar conteúdos exclusivos sobre o mercado financeiro, econômico e político, assim como estudos e recomendações sobre empresas. Acompanhe diariamente nossas análises e recomendações para tomar as melhores decisões na hora de investir.

  • Opere via Home Broker ou com Plataformas especializadas

    Opere via Home Broker ou com Plataformas especializadas

    Na Guide você pode investir em Renda Variável pelo nosso Home Broker, pelo computador ou App Guide Trader, ou até utilizar as diversas plataformas profissionais onde a Guide tem parceria e valores especiais.

Comece a investir AGORA!

Te guiamos para que
encontre os melhores
investimentos para
você. Simule e confira.

Começar a simulação

Veja também

  • Operações Estruturadas

    É uma estratégia que envolve, simultaneamente, uma compra (Long) e uma venda (Short) de uma ação ou ETF.

    Ver Operações Estruturadas
  • Long & Short

    É uma estratégia que envolve, simultaneamente, uma compra (Long) e uma venda (Short) de uma ação ou ETF.

    Ver Long & Short
  • ETF´s

    O ETF ou Exchange Traded Fund, é um fundo de investimento que é negociado em bolsa como uma ação.

    Ver ETF’s
  • Empréstimo de Ativos – BTC

    Empréstimos de Ativos é uma operação onde um investidor empresta um ativo (cliente doador) para outro investidor (cliente tomador), que tem a intenção de utilizar estes ativos para realizar operações vendidas.

    Ver Empréstimo de Ativos – BTC
Ver todos os nossos produtos
Bitnami