Abrir minha conta
Abra uma
conta na Guide

A Conta Guide é uma Conta de investimento padrão que te dá acesso ao nosso portifólio de produtos, assessoria independentemente do valor investido e as melhores recomendações.

Abra uma
Conta Guia

Com a Conta Guia você transfere seu dinheiro e a Guide faz render. Você não precisa escolher entre produtos, ela investe imediatamente em fundos geridos pela nossa equipe de especialista de acordo com seu perfil e objetivos. Você pode até mesmo criar uma conta pra cada projeto de vida! Conheça esses e outros benefícios como cashback de comissões.Clique para saber mais.

O que é o BTC?

Sigla para Banco de Títulos CBLC, o BTC também é conhecido simplesmente como empréstimo de ativos. Essa é uma operação onde um investidor empresta um ativo para outro, que tem a intenção de utilizá-lo para realizar operações vendidas.

O empréstimo consiste em contratos registrados voluntariamente pelas partes envolvidas a uma taxa prefixada na data da operação, que é paga pelo investidor tomador, em um determinado vencimento.


Como ele funciona?

O empréstimo de ativos na B3, a bolsa brasileira, tem algumas características que você precisa considerar. Quando falamos em BTC, também é possível chamá-lo de aluguel de Ações e outros ativos.

Durante o prazo do contrato, o investidor que pega o ativo tem direito de utilizar o papel em suas operações. Geralmente, o processo é feita na venda a descoberto ou short selling. Ela se baseia na expectativa do tomador de que ocorrerá uma queda nos preços.

No dia seguinte (D+1) do vencimento deste contrato, quem toma o empréstimo paga a taxa que foi acordada, acrescido dos tributos cobrados pela B3. É importante ressaltar que nessa operação não há custo para o cliente doador dos ativos.


Empréstimos de ativos na renda variável?

Agora que você já sabe como funciona o aluguel de Ações (e de outros ativos), é o momento de entender para que serve o processo. Ele acontece quando um especulador deseja realizar o que é conhecido como venda a descoberto.

Ou seja, busca lucros diante da expectativa de desvalorização do ativo em determinado período. Então, o investidor/especulador realiza a venda dos ativos em um momento de valorização e faz a compra posteriormente para devolver o aluguel.

Se a queda esperada realmente se concretizar, alugar Ações ou outros ativos dá origem a uma consolidação de lucros. Do contrário, ocorre o prejuízo para quem realiza esse tipo de operação.

O BTC da B3 também pode ser utilizado em uma operação conhecida como Long & Short. Nela, há uma ponta comprada em um ativo e uma ponta vendida em outro. Assim, a segunda parte da negociação se dá com a venda a descoberto.

Menos frequentemente, o aluguel de Ações e ativos também serve para que o investidor ou especulador alavanque suas operações. No caso, ele pode até oferecer esses ativos como margem de garantia para outras operações.

De qualquer forma, ao final do processo, o especulador que alugou os papéis tem como responsabilidade devolvê-los ao investidor que realizou a locação.


Quem são os agentes envolvidos?

Para que seja possível alugar Ações e outros ativos, é necessária atuação de dois agentes principais: o cliente doador e o cliente tomador.

O doador, apesar do nome, não cede definitiva ou completamente os direitos sobre seus ativos. Na verdade, apenas realiza a locação deles, com características bem definidas de pagamento e vigência. Esse é o investidor que adquiriu os ativos e que conta com eles em sua carteira.

Já o tomador corresponde a quem solicita o empréstimo de ativos na B3. Portanto, é o agente que realiza a venda a descoberto e, depois, deve retornar com os ativos para o doador. Geralmente, trata-se de um especulador.


Quem são os agentes envolvidos?

Outra característica importante do empréstimo de ativos na bolsa é a sua forma de remuneração. Pode-se dizer que quem fica responsável por essa parte é o próprio doador, que estabelece o quanto deseja receber.

Isso costuma ocorrer pela definição de uma taxa prefixada, incidente sobre todo o volume da operação. Além do mais, é comum que a cotação do ativo seja dada, de maneira fixa, no contrato. Então, ainda que haja queda ou aumento nos preços, o preço do aluguel a ser pago se mantém.

Contudo, convém notar que esses aluguéis podem sofrer a incidência de Imposto de Renda, dependendo do período observado. Sendo assim, é preciso ter atenção quanto à necessidade de recolher impostos.


Qual é o prazo mínimo para o aluguel de Ações e ativos?

O doador não é responsável por definir apenas a remuneração, pois ele também deve estabelecer por quanto tempo o aluguel dos ativos pode ser mantido. Na prática, o período varia com os interesses de cada investidor.

É frequente que sejam selecionados prazos como 6 meses ou 1 ano, mas cabe ao doador definir o que faz mais sentido para a sua realidade.

O BTC na bolsa não tem exigências quanto a prazos mínimos ou máximos. Então, existe um nível maior de liberdade para definir os prazos em questão.


Quais são as garantias dadas ao doador?

Em termos de segurança, o doador não se arrisca tanto porque todas as condições são mediadas pela B3. Logo, o tomador é obrigado a cumprir as regras desse contrato, o que inclui a garantia de devolução dos ativos alugados.

Para aumentar o nível de proteção, a própria bolsa de valores exige a oferta da chamada margem de garantia. Ela pode ser dada em dinheiro ou em outros ativos, como Ações e títulos. A margem corresponde a uma parte do valor de locação dos ativos.

Caso o tomador não cumpra com a sua parte, o doador pode executar a garantia conforme o previsto. Além disso, caso o tomador não consiga devolver os ativos por qualquer motivo que seja, ele fica obrigado a realizar o pagamento em dinheiro.


Quais são as vantagens do empréstimo de ativos?

O BTC ou empréstimo de ativos oferece vantagens tanto para o tomador quanto para o doador. Veja como os dois agentes podem se beneficiar dessa modalidade!

Para o doador

Um dos aspectos positivos do empréstimo de Ações é que o investidor em longo prazo tem a chance de rentabilizar sua carteira de maneira complementar. Com o pagamento do aluguel, é possível obter uma nova forma de rentabilidade em relação aos ativos que já compõem seu portfólio.

Dependendo do caso, é uma maneira de obter uma espécie de renda passiva e periódica. Os valores podem complementar seus ganhos ou servir para reinvestimentos. Então, existe a chance de fortalecer o patrimônio graças a essa alternativa.

Além disso, deve-se considerar que é uma alternativa sem custos extras para quem disponibiliza os ativos e a operação tem baixo risco. Com tudo intermediado pela B3 no sistema BTC há a garantia de que os contratos serão cumpridos conforme as condições firmadas entre as partes.

Como é o doador que define todas as características principais, é uma alternativa que confere mais liberdade quanto às características. Assim, é possível definir tudo de acordo com suas necessidades e expectativas.

Para completar, o doador continua a ser o único a receber a divisão de resultados, como os dividendos. Assim, com o retorno total dos ativos para a carteira, é possível manter a possibilidade de ganhos de modo completo.

Para o tomador

O tomador, na forma de especulador ou investidor, tem a oportunidade de aproveitar novas possibilidades. Mesmo sem ter os ativos na carteira, é possível operar em determinadas condições do mercado para viabilizar lucros.

Caso sua avaliação revele uma tendência de queda, como vimos, é viável operar nesse movimento e ganhar mesmo na baixa. Para tanto, você pode fazer a venda descoberta. Saber como alugar Ações é uma forma de executar a operação mesmo sem ter os ativos na carteira.

Assim, a estratégia traz mais liberdade para operar na bolsa de valores e possibilita aproveitar oportunidades que, de outro modo, não estão disponíveis. Além disso, os ativos alugados podem ser usados na alavancagem de outras operações, o que pode aumentar o potencial de ganhos.

Dependendo da estratégia definida, da execução e das condições encontradas, o aluguel dos ativos pode levar a uma melhoria da lucratividade nas operações de renda variável. Não há garantias nesse sentido, mas o processo quando bem feito oferece possibilidades de ganhos.


Como alugar Ações?

Aproveitar as oportunidades trazidas pelo aluguel ou empréstimo de ativos não é tão difícil. Primeiramente, você precisará abrir conta em uma corretora de valores de qualidade.

A Guide tem um time preparado, uma plataforma completa e oferece essa possibilidade de atuação no mercado financeiro. Com a conta criada, quem tiver os ativos na carteira deve manifestar o desejo de ser doador.

Logo em seguida, é preciso definir as características ligadas à remuneração e ao prazo. O tomador também deve manifestar interesse e, então, recorrer à plataforma de investimentos. Após escolher os ativos para alugar, é preciso se preocupar com a margem de garantia exigida.

Note que o tomador não consegue selecionar um doador. Na verdade, pode apenas estabelecer características de interesse, como preço e prazo. O doador também não decide quem alugará seus ativos, de modo específico.

Tudo está pronto? Então, você poderá utilizar os ativos. Por exemplo, realizando a venda a descoberto, se busca aproveitar estratégia baseada na queda do mercado. No momento de vencimento, os ativos devem ser recomprados e retornados ao tomador.

Como você pode ver, o empréstimo de ativos ou BTC é uma alternativa diversificada e que oferece vantagens para os dois agentes envolvidos. A depender do seu perfil, veja se faz sentido realizar o aluguel de Ações!

Na Guide, você encontra essa alternativa com estrutura completa. Abra a sua conta e comece a aproveitar os benefícios!


Saiba mais sobre Empréstimos de Ativos - BTC:

• Aluguel de ações: o que é e como funciona?

Características

Risco Alto
Invest. mínimo veja mais

Depende do custo da ação

Lote mínimo de 100 ações
Resgate D+1
Imposto 15 à 22%

Empréstimos de Ativos são investimentos em Renda Variável. E quais as vantagens de investir em Renda Variável com a Guide?

  • Valores especiais

    Valores especiais

    A Guide não cobra taxa de custódia de nenhum cliente, e ainda possui uma política de preços especiais para clientes com assessoria sob demanda, que são isentos de taxa de corretagem para investimentos em fundos imobiliários e possuem taxas mais justas na corretagem de ações, ETF (mercado à vista) e Opções via Home Broker.

  • Recomendações dos nossos especialistas

    Recomendações dos nossos especialistas

    Temos especialistas dedicados a estudar e disponibilizar conteúdos exclusivos sobre o mercado financeiro, econômico e político, assim como estudos e recomendações sobre empresas. Acompanhe diariamente nossas análises e recomendações para tomar as melhores decisões na hora de investir.

  • Opere via Home Broker ou com Plataformas especializadas

    Opere via Home Broker ou com Plataformas especializadas

    Na Guide você pode investir em Renda Variável pelo nosso Home Broker, pelo computador ou App Guide Trader, ou até utilizar as diversas plataformas profissionais onde a Guide tem parceria e valores especiais.

Comece a investir AGORA!

Te guiamos para que
encontre os melhores
investimentos para
você. Simule e confira.

Começar a simulação

Veja também

  • Operações Estruturadas

    É uma estratégia que envolve, simultaneamente, uma compra (Long) e uma venda (Short) de uma ação ou ETF.

    Ver Operações Estruturadas
  • Long & Short

    É uma estratégia que envolve, simultaneamente, uma compra (Long) e uma venda (Short) de uma ação ou ETF.

    Ver Long & Short
  • BDR’s

    BDRs ou Brazilian Depositary Receipts, são títulos ou ações emitidos no Brasil com lastro em valores mobiliários emitidos no Exterior.

    Ver BDR’s
  • ETF´s

    O ETF ou Exchange Traded Fund, é um fundo de investimento que é negociado em bolsa como uma ação.

    Ver ETF’s
Ver todos os nossos produtos