Abrir minha conta
Abra uma
conta na Guide

A Conta Guide é uma Conta de investimento padrão que te dá acesso ao nosso portifólio de produtos, assessoria independentemente do valor investido e as melhores recomendações.

Abra uma
Conta Guia

Com a Conta Guia você transfere seu dinheiro e a Guide faz render. Você não precisa escolher entre produtos, ela investe imediatamente em fundos geridos pela nossa equipe de especialista de acordo com seu perfil e objetivos. Você pode até mesmo criar uma conta pra cada projeto de vida! Conheça esses e outros benefícios como cashback de comissões.Clique para saber mais.

O que significa renda variável?

A renda variável corresponde a uma classe de investimentos que, junto à renda fixa, engloba os ativos e produtos financeiros disponíveis no mercado. Especificamente, ela reúne investimentos cujo retorno pode variar ao longo do tempo, com oscilações por conta das negociações dos ativos, que ocorrem diariamente.

Muitas possibilidades de renda variável são encontradas na bolsa de valores, a partir do home broker. Já outras podem ser distribuídas na plataforma de uma corretora, como a Guide, ou acessadas via mercado de balcão organizado.

O que são investimentos em renda variável?

Sabendo o que é renda variável, é possível conhecer os investimentos classificados dessa maneira. Eles são ativos e veículos financeiros cujo rendimento não é conhecido antecipadamente e nem é definido por regras específicas.

Quais são as características de investir em renda variável?

Existem diversas oportunidades nos diferentes ambientes da bolsa de valores ou na plataforma das corretoras de investimentos. Para entendê-las conheça algumas características gerais importantes!

Rendimento

Como visto, o rendimento dos investimentos de renda variável não envolve regras estabelecidas previamente. Ele depende da performance relacionada aos ativos — como ações. O retorno pode acontecer de duas maneiras principais.

A primeira é pela venda de ativos ou cotas de fundos por um preço médio maior que o preço médio de compra. A outra forma envolve o pagamento de proventos, como dividendos, juros sobre capital próprio (JCP) e direitos de subscrição, presentes apenas em alguns investimentos.

Prazos

Diferente da renda fixa, nem sempre há um prazo de vencimento estabelecido na renda variável. Ainda assim, como os ativos possuem negociação diária e, por conta disso, são impactados pela volatidade, costuma ser indicado que os investimentos sejam feitos em médio ou longo prazo. Desse modo, o manejo de risco é favorecido.

Além dos objetivos de longo prazo, a renda variável também pode ser atrativa para quem busca ganhos no curto prazo. Nesse caso, não se trata de investimentos, mas de especulação. Assim, o foco é lucrar com a oscilação de preços na bolsa — com exposição a riscos maiores.

Liquidez

A liquidez dos investimentos de renda variável depende, principalmente, do interesse de mercado. Quanto maior for o número de compradores interessados, maior é a liquidez. O contrário também é verdadeiro — uma baixa demanda pelo ativo o torna menos líquido.

Tributação

A maioria das operações em renda variável é tributada pelo Imposto de Renda. Na bolsa de valores, por exemplo, as alíquotas costumam variar de 15 a 20% em caso de ganho de capital — as regras dependem do tipo de operação e do investimento escolhido. Geralmente, dividendos são isentos.

No caso de ações e outras modalidades da bolsa, o imposto deve ser apurado pelo investidor. Ou seja, não é descontado na fonte. O pagamento é feito por meio de um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF).

Além disso, existem regras de tributação diferentes para fundos de investimentos negociados fora da bolsa. Nesse caso, o desconto é feito na fonte. Mas é preciso conhecer cada alternativa para saber, por exemplo, da existência ou não de come-cotas (uma antecipação semestral de imposto).

Quais são os principais investimentos em renda variável?

A renda variável apresenta muitas oportunidades para quem estiver disposto a assumir os riscos das operações. Confira algumas das alternativas você poderá encontrar na Guide Investimentos!

Ações

Ações são negociadas na bolsa de valores e representam uma pequena parcela de participação na sociedade de uma empresa. Assim, a compra dos papéis permite que o investidor se torne sócio da companhia, participando da distribuição dos seus lucros e da sua valorização, por exemplo.

ETFs

O ETF ou exchange traded fund é um fundo de investimento cuja carteira teórica replica o portfólio de um índice de mercado. Ele tem cotas negociadas na bolsa de valores e possui um retorno equivalente ao do índice que é usado como referência.

Fundos de investimentos

Além dos ETFs, existem diversos tipos de fundos de investimentos de renda variável. Os fundos imobiliários são exemplos negociados na bolsa. Contudo, também existem os fundos negociados na plataforma da corretora — como fundos de investimento no exterior, multimercado entre outros que também tem exposição a ações.

BDRs

Os BDRs ou brazilian depositary receipts são certificados em valores mobiliários internacionais emitidos por uma instituição depositária. Com eles, é possível se expor a ações, ETFs e títulos de dívidas do exterior, sem sair da bolsa brasileira.

Opções

Opções são contratos entre compradores e vendedores que negociam o direito de comprar (call) ou vender (put) um ativo-objeto por um preço de exercício (strike) na data de vencimento.

Mercado futuro

O mercado futuro envolve contratos derivados de ativos que, assim como as opções, permitem compor estratégias de proteção ou especulação.

Contudo, nesse mercado, é possível apenas se posicionar comprado ou vendido em determinado contrato — e não há uma liquidação física, como pode ocorrer no mercado de opções.

Quais estratégias podem ser colocadas em prática?

Além dos diferentes tipos de investimentos disponíveis, é possível lançar mão de estratégias variadas na renda variável. Confira algumas delas!

Clubes de Investimentos

Semelhantes aos fundos, existe a possibilidade de investir por meio de clubes de investimento. Eles são veículos coletivos com, no mínimo 3 e no máximo 50 participantes, e que deve focar em títulos e valores mobiliários — ações e derivativos, por exemplo.

Empréstimo de ativos – BTC

O empréstimo de ativos ou BTC é um contrato firmado voluntariamente pelo investidor que dispõe de um ativo e pelo investidor que deseja usá-lo em operações de venda descoberta. É mais uma forma de rentabilizar a carteira e obter ganhos.

Operações Estruturadas

As operações estruturadas costumam mesclar ativos e derivativos, como as opções, para criar mecanismos de controle de perdas ou otimizar os ganhos.

Quais são as vantagens de investir em renda variável?

A renda variável tem como um dos principais benefícios o potencial de rentabilidade. Como é uma alternativa que envolve mais riscos, ela é capaz de oferecer um desempenho mais elevado, em comparação à renda fixa.

Logo, a imprevisibilidade pode ser um aspecto positivo a partir do momento em que permite obter ganhos maiores. Sendo assim, é possível multiplicar seu patrimônio, embora isso envolva um nível de segurança menor.

Outra vantagem é que a classe de investimentos permite ter mais de um tipo de remuneração, considerando a distribuição de proventos. Para pessoas físicas, os dividendos são isentos de Imposto de Renda e pode ser vantajoso para a avaliação final dos resultados de retorno.

Além disso, incluir investimentos de renda variável em sua estratégia pode ajudar na consolidação de patrimônio e na geração de renda passiva. Para investidores mais conservadores, os aportes podem ajudar a diversificar a carteira.

Quais são os riscos desses investimentos?

Embora a renda variável tenha aspectos positivos, é preciso estar preparado para os riscos que ela apresenta. O principal risco é o de mercado, que envolve a potencial perda de valor pelos movimentos de mercado que podem acontecer.

Também é possível destacar os riscos de liquidez. Eles existem diante da probabilidade de não ser tão fácil se desfazer de um ativo da renda variável. Em momentos nos quais há poucos interessados ou a força vendedora é maior, pode haver dificuldades para se desfazer dos investimentos.

Como escolher os investimentos de renda variável?

Para investir na renda variável é preciso saber se essa alternativa é adequada para você e suas características. A análise do perfil de investidor permite conhecer a tolerância ao risco e, assim, entender se você está disposto a abrir mão de parte da segurança em troca de retorno.

Também é necessário ponderar seus objetivos financeiros. Para ter a chance de diluir parte dos riscos, pode ser interessante focar no médio e no longo prazo. Com isso, é possível equilibrar a relação de risco e retorno.

Depois de considerar as suas características, é fundamental considerar cada investimento. Se você busca praticidade, pode ser indicado recorrer a um fundo de renda variável. Se quiser se tornar sócio de empresas negociadas na bolsa, a compra de ações faz mais sentido.

São muitas oportunidades e há como utilizar diversos ativos e instrumentos financeiros dessa classe de investimentos. Antes de investir, entretanto, faça uma análise completa para garantir que a escolha se encaixa em suas expectativas.

Convém, ainda, pensar na diversificação, de modo a garantir que o risco assumido esteja menos concentrado. Assim, vale a pena investir em ativos e setores variados.

Como investir em renda variável com a Guide?

Para aproveitar o que a renda variável tem a oferecer, você pode contar com a Guide Investimentos e sua grande variedade de produtos disponíveis. Veja como realizar os investimentos na renda variável:


1. Abra sua conta conosco e faça uma transferência de recursos para começar a operar.
2. Avalie as alternativas disponíveis para tomar as melhores decisões de compra e venda.
3. Opere via home broker, aonde quer que você esteja, e usufrua dos benefícios de ser nosso cliente, incluindo a isenção da taxa de custódia de renda variável.

Como você viu, a renda variável traz muitas oportunidades. Contudo, lembre-se de que ela tem riscos maiores, então é importante avaliar para fazer compor sua carteira de modo consciente. Na Guide, você terá acesso a diversas facilidades e apoio!

Abra sua conta na Guide Investimentos e aproveite a renda variável no home broker e na plataforma!

Entenda melhor o que é Renda Variável

Como investir em Renda Variável com a Guide?

  • passo-1

    Abra sua conta conosco e faça uma transferência de recursos para começar a operar.

  • passo-2

    Acompanhe as recomendações da nossa área de análise para tomar as melhores decisões de compra e venda.

  • passo-3

    Opere via Home Broker, aonde quer que você esteja, e usufrua dos benefícios de ser nosso cliente, incluindo a isenção da taxa de custódia de Renda Variável.

Conheça os tipos de investimentos
em Renda Variável

  • Ações

    Ações são títulos que representam uma pequena parcela de participação na sociedade de uma empresa. Assim, ao comprar uma ação, o investidor se torna sócio dessa empresa, participando da distribuição dos seus lucros e da…

    Ver Ações

  • Opções

    Opções são contratos entre compradores e vendedores onde eles possuem o direito de comprar e vender determinado ativo (ações, títulos, etc..) em uma data futura. É importante ressaltar que o titular possui o direito de…

    Ver Opções

  • Empréstimo de Ativos – BTC

    Empréstimo de ativos, BTC, equivale a emprestar um ativo (cliente doador) para outro investidor (cliente tomador), que tem a intenção de utilizar estes ativos para realizar operações vendidas. O empréstimo consiste em contratos registrados voluntariamente…

    Ver Empréstimo de Ativos – BTC

  • Clubes de Investimentos

    Os Clubes são veículos de investimento coletivo com no mínimo 3 e no máximo 50 participantes, para aplicação preponderante (67%) em títulos e valores mobiliários que podem ser ações ou derivativos. Assim como nos fundos,…

    Ver Clubes de Investimentos

  • Oferta Pública

    Oferta pública é a distribuição de ações de uma empresa, cotas de fundos de investimento e outros valores mobiliários para o mercado. Ações A oferta pública de ações é interessante para a empresa, que se…

    Ver Oferta Pública

  • ETF’s

    O ETF ou Exchange Traded Fund é um fundo de investimento que é negociado em bolsa como uma ação. Mais conhecidos no Brasil como fundos de índices, buscam retornos de investimento que correspondam, de forma geral, ao…

    Ver ETF’s

  • BDR’s

    BDRs ou Brazilian Depositary Receipts, são títulos ou ações emitidos no Brasil com lastro em valores mobiliários emitidos no Exterior, divididos em dois tipos: Patrocinados e Não Patrocinados.

    Ver BDR’s

  • Long & Short

    É uma estratégia que envolve, simultaneamente, uma compra (Long) e uma venda (Short). Esta operação busca a performance relativa entre ambos (posição comprada e vendida). Ou seja, a compra deve se valorizar mais do que…

    Ver Long & Short

  • Operações Estruturadas

    Operações estruturadas são produtos financeiros cujo rendimento e risco são resultantes da combinação e características dos componentes envolvidos na estrutura. Quando o investidor pode usar? Pode ser usado a qualquer momento em todas as condições…

    Ver Operações Estruturadas

Comece a investir em Renda Variável agora!

Abra sua conta